Vila Real, Manuel Fernandes (1608-1663)

Natural de Lisboa. Cristão novo. Autodidacta. Capitão em Tânger, entre 1623 e 1625. Regressa, dedicando-se ao comércio e à atividade de contratador. Parte para França em 1638,  instalando-se em Ruão. Aqui apoia a restauração, servindo como intermediário entre as embaixadas portuguesas e a Corte de Paris. Escreve o Anti-Caramuel, depois de uma encomenda feita pelo conde da Vidigueira. D. João IV nomeia-o cônsul em 1644. Regressa a Lisboa em 1649, mas é preso e condenado pela Inquisição. Garrotado em 1 de dezembro de 1652, perante o próprio D. João IV.

Bibliografia

El Politico Christianissimo, 1642

Anti-Caramuel, 1643