Tudo pela nação, nada contra a nação

Adaptando o slogan de Mussolini, Salazar utiliza o tudo pela nação, nada contra a nação, como aforismo oficial do Estado Novo, com que terminavam os próprios ofícios da burocracia.