Tempo

O conceito cristão de tempo é orientado num sentido progressivo: da criação à queda; da queda à redenção; da redenção do fim dos tempos. Trata-se de uma perspetiva bem diversa do conceito grego de tempo, entendido como uma ordem regular e imutável, onde impera a ideia de eterno retorno.

  • Lessa, Almerindo, No Tempo do Meu Espaço, no Espaço do Meu Tempo, Lisboa, Academia Internacional da Cultura Portuguesa, 1995.
  • Guénon, René, Le Règne de la Quantité et les Signes des Temps, Paris, Éditions Gallimard, 1945 [trad. port. O Reino da Quantidade e os Sinais dos Tempos, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1989].