Suécia (Konungariket Sverige)

suécia450 000 km2 e 8 800 000 habitantes; 3% de finlandeses e lapões; segundo a fórmula de Cline, 15. Nos séculos XII e XIII a Suécia emerge como um reino independente que, no século XIV se vai unir à Noruega, entre 1319 e 1343, com o rei Mgnus Eriksson. Em seguida passa a ser dominada pela Liga Hanseática que consegue a coroa sueca para um membro da família Mecklenburg.

Em 1397 passa a ser dominada pelos dinamarqueses através da união de Kalmar, quando Margarida da Dinamarca passa a concentrar em Copenhaga tanto os reinos da Noruega como da Suécia. No século XV surge um movimento autonomista que leva à reunião de Arboga em 1435, liderada por Engelbrekt Engelbrektsson. Foi a partir de 1520 que os suecos empreenderam uma luta pela independência, sob a liderança de Gustavo Vasa, contra os nobres e eclesiásticos que apoiavam o rei da Dinamarca.

Em junho de 1523, Gustavo já era eleito rei pelo Riksdag, seguindo-se o confisco dos bens da Igreja e a separação face a Roma, consumada em 1571, a que se segue, em 1593, a adoção do luteranismo. Nos inícios do século XVII, já a Suécia se assume como a grande potência do norte. No reinado de Gustavo II, Adolfo, iniciado em 1611, a Suécia passa a assumir-se como grande potência, com sucessivos confrontos vitoriosos com a Dinamarca (1611-1613), a Rússia e a Polónia, e com intervenção na própria Guerra dos Trinta Anos (1611-1648). Foi no Verão de 1630 que os suecos intervieram na Alemanha do norte para ajudarem os protestantes. Em 1699 o império sueco no Báltico é disputado por uma aliança da Dinamarca, da Rússia e da Polónia. Têm os suecos o apoio de ingleses e holandeses. Carlos XII (1697-1718).

Em agosto de 1700 forçam os dinamarqueses a sair da guerra. Três meses depois, passam o Báltico e derrotam os russos na batalha do Narva, de novembro de 1700 Seguem-se vitórias sobre a Polónia e a invasão da Saxónia. Avançam sobre a Rússia, mas sofrem o inverno de 1708-1709 e são derrotados por Pedro o Grande na Batalha de Poltava, de julho de 1709. Carlos XII é obrigado a refugiar-se junto dos turcos. Regressa à Suécia em dezembro de 1715. A Suécia entra em declínio. Perdera os seus domínios transbálticos e vê uma parte da Finlândia passar para a Rússia. Novas guerras com os dinamarqueses, onde morre Carlos XII em 1718. Em 1721, pelo Tratado de Nystad, terminam as hostilidades e a Rússia.

A Rússia passa a ser a primeira potência do norte. E pedro Grande assume o título de Imperador. Os suecos podem invocar a origem da sua democracia em 1523. As reformas constitucionais de 1865-1866 transformam o Riksdag que passou de umas cortes com quatro ordens (clero, nobreza, burguesia e camponeses) a uma bicamaral. Uma câmara eleita por sufrágio direto censitário, outra pelo sufrágio indireto das assembleias locais. Reformas eleitorais de 1907-1909 e a grande reforma de 1918-1921 que consagra o sufrágio universal para homens e mulheres.

Em 1323 integrava a Finlândia que em 1809 cedeu à Rússia; recebe a Noruega em 1814 que se torna independente em 1905