Sousa, Manuel Joaquim de (1883-1945)

manuel joaquim de sousaOperário anarco-sindicalista, do Porto.  Começa a sua militância em 1904 como membro do Grupo de Propaganda Libertária. Era então conhecido como o barão da sola. Em 1912-1913 aparece como secretário-geral da União Geral de Trabalhadores da Região Norte. Passa para Lisboa a partir de 1918. É o primeiro secretário-geral da Confederação Geral do Trabalho de 1919 a 1922.

Em 1921-1922 aparece como redator-principal do jornal A Batalha, substituindo Alexandre Vieira, quando este se encontra impossibilitado por doença. Preso em Fevereiro de 1928. Volta à cadeia em 1932 e 1934, quando faz parte da então Aliança Libertária. Um dos mais duros críticos do societismo. Pai de Germinal de Susa que em 1936-1939 foi secretário-geral da Federação Anarquista Ibérica.

1911

Sindicalismo e Acção Directa

Porto

1931

O Sindicalismo em Portugal

Lisboa

1989

Últimos  Tempos de Acçã Sindical Livre e de Anarquismo Militantes

Lisboa, 1989