Sociedade de Consumo

Característica das chamadas sociedades industriais avançadas ou das sociedades ditas desenvolvidas, querendo significar uma sociedade organizada mais em torno do consumo do que da produção de bens e serviços.

Este modelo contrasta, assim, com a perspetiva producionista das sociedades ocidentais do século XIX e com os adotados pelo terceiro mundo na segunda metade do século XX. A sociedade de consumo (consumer society) revela a predominância de valores materialistas e hedonistas, onde a solidariedade e a fraternidade deixam de ser marcantes.

A passagem da sociedade producionista para a sociedade de consumo, caracterizada pelo surgimento de um mercado de massa de produtos de luxo e supérfluos, é acompanhada pela mudança dos valores e das crenças, de uma mudança cultural. Mesmo nos modelos capitalistas, tal alteração significou a quebra da ética protestante do trabalho.