Sociedade Aberta

popperTermo consagrado por Karl Popper (na imagem) em 1945. Equivale à perspetiva de grande sociedade de Adam Smith. Segundo o próprio Popper, a expressão foi inventada por Henri Bergson em 1932, por oposição a uma sociedade fechada, entendida como aquela pequena comunidade, compacta, marcada pela relação face to face. Popper considera que os grandes inimigos da sociedade aberta são os fundadores do historicismo, de Platão a Santo Agostinho e de Hegel a Marx. Salienta que a sociedade fechada é marcada por uma perspetiva anticientífica, mágica e tribalista, enquanto na sociedade aberta domina o uso da razão crítica. Friedrich Hayek, na esteira de Michael Oakeshott, também utiliza o conceito, salientando que passámos de uma teleocracia, marcada por uma ordem fabricada ou organizada, de uma sociedade tribal unida por objetivos, onde a mesma hierarquia de fins é obrigatória para todos os respetivos membros – onde há mais imperativos do que normas, mais tradição do que direito, mais reflexos condicionados do que valores – para a nomocracia, para uma sociedade aberta, para uma grande sociedade, unida por regras, que deve assumir-se como uma ordem espontânea.