Silésia

Em alemão, Schlesien; em polaco Slask.

A partir de 1327, esteve sob suserania da Boémia, embora alguns territórios, se mantivessem na órbitra da Polónia, governados pelos Piast; em 1526, depois da subida dos Habsburgos ao trono da Boémia, tornou-se numa província austríaca, mantendo-se alguns principados Piast, até 1675; a partir da Reforma, começa a influência da Prússia; na guerra de 1740-1742, é invadida pela Prússia, com o apoio francês; a dominação prussiana vai manter-se, apesar das guerras de 1744-1745 e de 1756-1763; a partir de 1815, juntam-se à Silésia antigos territórios da Saxónia.

Pelos Tratados de Versailles e Saint-Germain, a antiga Silésia austríaca, com Troppau, passa a integrar a Checoslováquia; a Alta-Silésia, disputada pela Alemanha e pela Polónia, foi partilhada entre estes dois Estados em outubro de 1921.

Em setembro de 1938, pelos acordos de Munique, a Silésia checoslovaca passou para a Alemanha; em 1939, depois da derrota polaca, o Reich integrou a parte polaca; em Potsdam a Silésia passou para a administração polaca.