Senado

Instituição romana, dotada de auctoritas, constitui o poder supremo. Apesar de apenas ter o poder de dar conselho aos magistrados (senatusconsultum) e não ordens, tinha efetivos poderes financeiros (poder de fixação dos efetivos do exército e da tributação de fundos a cada uma das operações), comanda também a política externa (designa e recebe embaixadores e pode propor aos comícios das centúrias a decisão sobre a paz e a guerra) e a religiosidade pública.