Secularização

O processo de separação das instituições civis ou educativas do controlo eclesiástico. Mais restritamente, trata-se da substituição de processos de explicação do mundo e da vida marcados pelo sagrado e pelo misticismo por avaliações racionais e críticos e por padrões pragmáticos e utilitários.

Segundo a síntese de Badie e Gerstlé, estamos perante um processo complexo que leva a três modificações da estrutura social: passa-se da predominância da ação prescritiva para uma larga difusão da ação eletiva; a mudança social faz passar a estrutura da institucionalização da tradição para a institucionalização da mudança; as instituições passam de um conjunto relativamente indiferenciado para uma diferenciação e uma especialização crescentes, dotando-se de uma certa autonomia nas suas normas e nos seus valores.