Santos, António Maria de Azevedo Machado (1875-1921)

transferir (13)Chefe dos revolucionários do 5 de Outubro de 1910. Tinha a República metida no corpo e na alma, segundo Cunha Leal.

Funda O Intransigente 

Participa num projeto de Aliança Nacional em 1911, com Sampaio Bruno e Basílio Teles. Tenta organizar um partido reformista. Era o centro de episódicas concentrações de individualidades. Promove revolta de 27 de Abril de 1913. Opõe-se a Bernardino Machado e a Afonso Costa, em 1914. Preso em Maio de 1915, depois da queda de Pimenta de Castro. Desterrado para Ponta Delgada.

Organiza nova revolta em Dezembro de 1916. Apoiante do sidonismo. Ministro do interior de 12 de Dezembro de 1917 a 7 de Março de 1918. A partir dessa data e até 9 de Junho de 1918 assegura a pasta das subsistências e dos transportes. Assassinado na noite sangrenta de 19 de Outubro de 1921.