Saber

Segundo as classificações clássicas, o saber desdobra-se em três categorias:

  • o saber pelo saber;
  • o saber-agir;

Há, em primeiro lugar, o saber puro que os gregos designavam por sophía.

Segue-se o saber-agir, que os gregos chamaram phronesis e os romanos prudentia, entendido como a praxis, como a ciência que tende para a ação, para o agir e, logo, para o honestum e que hoje tem paralelo nas ciências que tratam da realidade referida.

Finalmente, o saber-fazer, que os gregos chamaram tekne e os romanos ars.