Rosa, João Pereira da (1885-1962)

transferir (6)O homem do jornal O Século. Aí começa a trabalhar com 13 anos, mas cinco anos depois já é sub-diretor, com Silva Graça. Este sai da direção em 1921, quando o jornal é comprado pelas Moagens. Pereira da Rosa abandona o jornal em 1922 passando para secretário da Associação Comercial de Lisboa, onde se liga ao grupo de Moses Amzalak e os dois, em conjunto com Carlos de Oliveira, dirigentes da União dos Interesses Económicos, criada em 18 de setembro de 1924, compram o mesmo jornal no fim desse anos. Depois do 28 de maio de 1926, Pereira da Rosa passa a diretor do jornal, transformando-o no de maior circulação no país  e que se assume como um dos esteios do novo regime, sempre ligado a uma mentalidade maçónica conservadora, distante do Grande Oriente Lusitano. Procurador à Câmara Corporativa, é também presidente do Grémio da Imprensa.