Ribeiro, J. M. Casal (1825-1896)

ribeirocasalConde do Casal Ribeiro desde 1870. Depois de ter sido um revolucionário republicano em 1848, casa em 1851 com uma filha do barão de Quintela e passa-se para os regeneradores, de que é deputado e ministro. Deputado em 1851-1852; 1853-1856; 1857-1858; 1860-1861; 1861-1864; 1865; 1865. Par do reino desde 1865. Ministro da fazenda de 16 de março de 1859 a 4 de julho de 1860. Ministro interino dos negócios estrangeiros de 24 de abril a 4 de junho de 1860. Volta à pasta dos estrangeiros no governo da fusão, de 9 de maio de 1866 a 4 de janeiro de 1868, acumulando a das obras públicas, comércio e indústria de 9 de maio a 6 de junho de 1866. Como par do reino em 1884, é um dos opositores à lei eleitoral de Fontes e Barjona que veio alargar o sufrágio, anunciando a intenção de formar um novo partido, dito católico, apenas concretizado entre 1903 e 1910, com o partido nacionalista, liderado por Jacinto Cândido. Morre em 14 de junho de 1896.

Bibliografia

O Soldado e o Povo, Coimbra, 1848

Hoje não é Hontem, Lisboa, Typographia de José Baptista Morando,1848