Ribeiro, Aquilino (1885-1963)

aquilEscritor. Preso em 1907, por atividades bombistas, passa para o exílio em Paris, donde regressa em 1914. Professor no Liceu Camões, é, depois, conservador da Biblioteca Nacional. Participa na revolta de fevereiro de 1927 e volta ao exílio parisiense. Regressa em 1928 para participar noutra revolta e caminhar mais uma vez para o exílio. No seu romance Quando os Lobos Uivam, de 1958, há uma explícita crítica aos métodos da polícia política do Estado Novo.

Bibliografia

Quando os Lobos Uivam, 1958