Proibição de “O Trabalhador”

Em 10 de Julho de 1948 é proibido o jornal da JOC O Trabalhador, acusado de dar guarida a literatura marxista. O respectivo diretor, o Padre Abel Varzim, até então pároco no Bairro Alto em Lisboa e afastado para a paróquia rural de Cristelo, em Barcelos.