Prisão de Dirigentes Comunistas (1949)

Em Março de 1949 são presos vários dirigentes do PCP, com destaque para Álvaro Cunhal, Militão Ribeiro, António Dias Lourenço e Georgette Ferreira. Militão, em Janeiro de 1949, numa reunião do comité central, havia criticado a linha dita de unidade, proposta por Cunhal. No final do ano é desmantelado o chamado setor intelectual do partido em Coimbra.