Paternalismo

bossuetConstitui uma das bases das monarquias dos anciens régimes. A monarquia é vista como uma grande família e o monarca como alguém dotado de poder paternal. Um naturalismo outorgado por Deus e pela Providência, como desenvolve Bossuet (na imagem) na sua Politique Tirée de l’Écriture Sainte, obra escrita entre 1677 e 1704. O modelo ainda permaneceu nalguns autoritarismos contemporâneos, nomeadamente no salazarismo, onde se concebeu o povo como uma espécie de criança necessitando da tutela paternal de um governo forte para o levar no bom caminho da missão nacional. O paternalismo tende sempre a ser uma regressão da política, dado que o chefe político tende a comandar a cidade como o paterfamilias domina a casa.

Paternalismo absolutista (Bossuet, Jacques Bénigne)

Paternalismo absolutista (Filmer, Robert)

Paternalismo (Maine, Henry Sumner)

Paternalismo Monárquico (Filmer, Robert)

Paternalismo renascentista