Partido Revolucionário do Proletariado (1973)

Dissidência da Frente Patriótica de Libertação Nacional, passa a integrar as Brigadas Revolucionárias, fundadas em 1971. A partir de 31 de maio de 1974 começam a publicar o jornal Revolução. Destacam-se como dirigentes Carlos Antunes e a médica Isabel do Carmo.