Partido Humanista (1999)

Criado a partir do movimento humanista de origem sul-americana, que bebe das teses de Mario Luís Rodriguez Cobos (Silo) a essência do seu programa e dos objetivos que visa, o PH estrutura-se em torno de 5 pilares:

  • A colocação do ser humano como valor e preocupação central.
  • A afirmação da igualdade de todos os seres humanos.
  • O reconhecimento da diversidade pessoal e cultural.
  • A tendência para o desenvolvimento do conhecimento mais além do aceite como verdade absoluta.
  • A afirmação da liberdade das ideias e das crenças.
  • O repúdio da violência.

O teor das propostas que apresenta ao eleitorado, bem como as orientações gerais que o enformam, situam este partido claramente à esquerda no conjunto do espectro político português.

No plano económico, preconiza a adoção de uma lei que garanta a participação dos trabalhadores na propriedade e na gestão dos meios de produção, medida que encaixa perfeitamente na agenda reivindicativa clássica dos marxistas.