Nacionalidades, Princípio das

bluntschliJohann Kaspar Bluntschli (na imagem), no último quartel do século XIX,  é um dos defensores do princípio segundo o qual cada nação tem a vocação e o direito de constituir um Estado. Assim como a humanidade está dividida numa pluralidade de nações, assim deve ser o mundo repartido por igual número de Estados. Cada nação é um Estado. Cada Estado um ser nacional. Mistura, no entanto, tal princípio com uma conceção organicista de Estado e não deixa de o integrar na defesa de uma comunidade europeia de marca federalista.