Maria II (1819-1853)

Maria IIRainha de Portugal desde 1826, apenas com sete anos de idade. Filha de D. Pedro IV e neta do Imperador austríaco. Uma mistura de Braganças e Habsburgos e ligada matrimonialmente aos Saxe-Coburgos, aparentados com a Rainha Vitória. Esta rainha de Portugal, filha do Imperador do Brasil e mãe de dois reis de Portugal, avó e bisavó dos dois últimos da dinastia, se tivesse atingido uma idade centenária, poderia ter assitido ao fim da Grande Guerra. Nasce no Rio de Janeiro em 4 de Abril de 1819. Chega a Lisboa, vinda de Paris, em 23 de Setembro de 1833. Considerada maior pelas Cortes em 19 de Setembro de 1834. Morre D. Pedro IV em 24 de Setembro. Casa com D. Augusto de Leuchtemberg (1810-1835) em 1 de Dezembro, mas este, tendo chegado a Lisboa em 25 de Janeiro de 1835, logo morre em 28 de Março seguinte. Volta a casar em 9 de Abril de 1836 com D. Fernando Augusto Saxe-Coburgo-Gotha. Deste consórcio, resultaram 11 nascimentos, entre os quais D. Pedro V e D. Luís. Sanciona o Acto Adicional de 5 de Julho de 1852. Morre em 15 de Novembro de 1853. Tem apenas dezassete anos quando Passos Manuel lhe propõe que se cerque o trono com instituições republicanas. Com 23 vê a ascensão de Costa Cabral. Com 32, assiste ao começo da Regeneração. Morre aos trinta e quatro anos, a mãe do nosso constitucionalismo monárquicos, com onze filhos, depois de ter sido rainha durante vinte e sete anos.