Intuicionismo

De intuitio, soma de intus e de ire, ir dentro, penetar por dentro das coisas. Porque a intuição, filosoficamente, é a visão direta e imediata de uma realidade ou a compreensão direta e imediata de uma verdade (Ferrater Mora).

Diz-se da chamada filosofia da vida de Henri Bergson (1859‑1941), autor de Essai sur les Donnée immédiates de la Conscience, de 1889, a sua tese de doutoramento, bem como Les deux sources de la Morale et de la Réligion, 1932, Matière et Mémoire, 1896, e L’Évolution Créatrice, 1907.