Governo Progressista de Braamcamp (1879-1881)

braamcampDe 1 de junho de 1879 a 25 de março de 1881 (664 dias). Promove as eleições de 19 de outubro de 1879.

16º governo depois da Regeneração. 1º governo progressista. 3º governo do rotativismo. 13º governo sob o reinado de D. Luís

Presidência e estrangeiros:

  • Presidente acumula os estrangeiros. Tratado de Lourenço marques aprovado em 8 de março de 1880.

Reino:

  • José Luciano de Castro Pereira Corte Real no reino. Apresenta proposta de lei de responsabilidade ministerial em 4 de fevereiro de 1880.

Justiça:

  • Adriano de Abreu Cardoso Machado na justiça.

Fazenda:

  • Henrique de Barros Gomes na fazenda. Proposta de imposto sobre o real de água em fevereiro de 1880.

Obras Públicas:

  • Augusto Saraiva de Carvalho nas obras públicas. Cria uma comissão para estudar a crise agrícola do país em 10 de julho de 1879.

Guerra:

  • João Crisóstomo de Abreu e Sousa na guerra;

  • Em 29 de novembro de 1880: José Joaquim de Castro. Suspende o decreto que permitia a reforma dos coronéis como generais de divisão.

Marinha e ultramar:

  • 3º marquês de Sabugosa, António Maria da Silva César e Meneses (1825-1893) na marinha (até 17 de junho);

  • Em 17 de junho de 1880: Braamcamp;
  • Em 3 de julho de 1880: visconde de S. Januário.