Góis, Damião de (1502-1574)

goisHumanista português, amigo e companheiro de ideias de Erasmo. Encarcerado pela Inquisição.

Nasce em Alenquer, sendo pajem de D. Manuel I. Em 1523 é mandado por D. João III para a Flandres, como escrivão da Feitoria Portuguesa de Antuérpia. Nesse mesmo ano visita Erasmo em Florença. Nessa viagem pela Europa chega mesmo a contatar com Lutero em Wittenberg. Instala-se depois em Lovaina, a partir de 1531.

Regressa a Lisboa em 1533, mas por pouco tempo, dado que volta a viajar pela Europa a partir de 1534, estabelecendo novo contacto com Erasmo, agora em Friburgo, em casa de quem se hospeda durante quatro meses, e visitando Estrasburgo. Em 1535 aparece matriculado na Universidade de Pádua.

Em 1539 casa em Lovaina com uma flamenga. Ainda nesta cidade, é feito prisioneiro pelos franceses em 1542. Volta a regressar a Portugal em 1545, sendo nomeado guarda-mor da Torre do Tombo em 1548.

Publica em 1566 as duas primeiras partes da Crónica de D. manuel, completada em 1567, ano em que também edita a Crónica do Príncipe D. João. Chamado à Inquisição em 1550, acaba por ser preso em 1571, sendo, depois desterrado para o mosteiro da Batalha.