Fernandes, António Júlio de Castro (1903-1975)

Licenciado em economia. Começa como militante da Cruzada Nun’Álvares e, depois, do nacional-sindicalismo. Adere então ao corporativismo fascista. Faz a carreira no INTP e assume a vice-presidência da FNAT em 1934. Subsecretário das corporações, entre 6 de Setembro de 1944 e 16 de Outubro de 1948. Ministro da economia, de 16 de Outubro de 1948 a 2 de Agosto de 1950. Presidente da Comissão Executiva da União Nacional desde 6 de Dezembro de 1958. Demite-se com o marcelismo. Administrador bancário no Banco Nacional Ultramarino.

  • ·O Corporativismo Fascista

1937.

  • ·Princípios Fundamentais da Organização Corporativa Portuguesa

1943.

  • ·Temas Corporativos

1944.