Feiticismo

Em inglês fetishism e do francês fétichisme. Em sentido antropológico acontece quando se atribuem poderes mágicos a objetos inanimados ou quando se ligam os mesmos a um espírito. A expressão foi utilizada pelo Iluminismo, como forma de ataque a todas as religiões.

Kant chega a dizer que as religiões desenvolvem formas sensoriais inadequadas à transcendência do ser. Feuerbach vai utilizar a expressão para criticar o cristianismo. Marx alarga o conceito para criticar toda a economia burguesa, de que esta tem a força e a ilusão de uma superstição religiosa. Freud utiliza a palavra para referir a transferência para objetos animados da resposta sexual, ou então para partes do corpo não relacionadas com a atividade sexual (v.g. os pés).