Federação Maximalista Portuguesa (1919)

copy-of-sindicalismo_0002Aparece A Bandeira Vermelha, dito semanário comunista, instituindo-se a Federação Maximalista Portuguesa, criada em Setembro (5 de outubro).

Trata-se de um grupo dissidente da CGT, o primeiro a defender a revolução russa em Portugal.

Entre os seus principais militantes, Manuel Ribeiro, António Peixe, Francisco Dias, Arsénio Filipe e José da Silva Oliveira.

Em Março de 1921, a partir desta base, cria-se o Partido Comunista Português.

A Bandeira Vermelha proclama fazer em toda a parte a apologia da revolução russa (26 de outubro).

Polícia assalta a sede do Bandeira Vermelha (1 de novembro).