Farpas (As) (1871)

As Farpas 1Fascículos periódicos que começam a ser emitidos em maio de 1871, ditos Chronica Mensal da Política, das Letras e dos Costumes, da autoria conjunta de Ramalho Ortigão e Eça de Queirós, até novembro de 1872, quando este último é nomeado cônsul em Havana. Ramalho continua o labor até 1882. Os 11 volumes das crónicas voltaram a ser publicados de 1887 a 1890 e a parte escrita por Eça foi editada em 1890 sob o título Uma Campanha Alegre. Ramalho acrescenta ao conjunto umas Últimas Farpas, de 1911 a 1915. Há uma nova edição integral editada entre 1944 e 1949, com um estudo de Augusto de Castro, a que se acrescentaram as Farpas Esquecidas, em dois volumes, em 1946-1947.