Etrúria, Reino da

EtrúriaEm 1801, depois do Tratado de Lunéville, entre a França e a Espanha é instituído um reino da Etrúria, considerado como propriedade da Espanha, sendo atribuído ao infante de Parma, D. Luís, casado com Maria Luiza, filha do rei de Espanha, Carlos II; o novo  reino sucedia ao ao Grão-ducado da Toscana; em 1807 o reino era integrado no Império francês; o grão-ducado da Toscana foi restabelecido em 1809 pelo mesmo Napoleão em proveito da sua irmã Elisa; em 1814 foi restituído ao arquiduque Fernando III.