Dependencismo

Nome dado às chamadas teorias da dependência da Escola Sul-Americana de análise dos processos de desenvolvimento, onde se destacam autores como Fernando Henrique Cardoso, Enzo Faletto, G. O’Donnel, Celso Furtado e Osvaldo Sunkel. Distinguem entre as sociedades avançadas do Norte, por oposição às sociedades do Sul. As elites dos países do Sul são domesticadas pelas nações industrializadas do Norte, assumindo-se como correias de transmissão das nações industrializadas. O modelo foi aplicado a África por Samir Amin. A teoria da dependência tem uma clara matriz marxista, sendo o conceito utilizado por Otto Bauer e por Lenine, nas suas teses do imperialismo como último estágio do capitalismo.