Córsega

Desde o século XIII era uma possessão de Génova que, em meados do século XV, concedem a respetiva administração ao banco de San Giorgio; no século XVIII, depois de várias revoltas sem sucesso, eis que Pasquale Paoli (1725-1807), em 1755, consegue libertar a ilha, instituindo uma república assente numa Consulta eleita por sufrágio universal masculino, chegando até a criar uma universidade; chegam até a encomendar uma constituição a Jean-Jacques Rousseau. Entretanto, os genoveses, pelo Tratado de Versalhes de 1768, vendem os respetivos direitos sobre a ilha à França que, no ano seguinte, a ocupa através dos exércitos de Marbeuf. Já depois da Revolução, em 1790, Paoli é chamado do exílio inglês e nomeado governador, acabando por romper com a Convenção em 1793, data em que expulsa os franceses e pede auxílio aos ingleses que desembarcam em 1794, mantendo o regime de ocupação até agosto de 1796. É da Córsega que veio Napoleão Bonaparte.