Coreia, Guerra da (1950-1953)

Em 25 de junho de 1950 os norte-coreanos lançam o ataque ao Sul do paralelo 38º. Vagas de voluntários chineses apoiam o avanço que atinge Seul. Defesa do Sul por tropas das Nações Unidas comandadas pelo general norte-americano Douglas MacArthur. Armistício assinado em 27 de julho de 1953. Mais de três milhões de mortos e feridos para uma guerra que ninguém venceu, dado que todos voltaram ao statu quo ante bellum. As consequências foram sobretudo políticas. No plano europeu levou ao rearmamento da República Federal da Alemanha e ao reforço da NATO. A França foi autorizada a combater os vietnamitas em nome do anticomunismo. O Japão beneficia economicamente com o processo. A China fica isolada do resto do mundo.