Conspiração de Galvão

Depois da eleição de Craveiro Lopes. O ministro Trigo de Negreiros em 8 de Janeiro de 1952 comunica ter sido descoberta uma conspiração organizada por Henrique Galvão, com o brigadeiro Maia e os coronéis Martins dos Reis e Tadeu. São condenados, no fim do ano, em 11 e 12 de Dezembro, com penas de prisão entre dois e três anos.