Conservadores (1834)

Em setembro de 1834 são qualificados como conservadores ou da direita os chamados palmelistas que se entendem com os chamorros no chamado governo da coalição, da fusão, ou do pastelão. No governo de Saldanha (de 27 de maio a 18 de novembro de 1835) ainda têm dois elementos: Palmela, nos estrangeiros, e João de Sousa Pinto Magalhães, no reino.