Colômbia

colombia1 138 914 km2, entre o Pacífico e o mar das Caraíbas. 37 100 000 habitantes. Cerca de 70% da população nas grandes cidades, como Bogotá, Medellin e Cali. Dependente do vice-reino de Lima até 1718, quando é criado o Vice-Reino de Nova Granada. Em 9 de agosto de 1819 as tropa de Bolívar entram em Bogotá. Em dezembro desse ano surge a República da Grande Colômbia, abarcando, para além da atual Colômbia, a Venezuela, o Equador e o Panamá. O projeto falha em 1830, surgindo a República da Nova Granada, que apenas passa a chamar-se Colômbia em 1886. Em 1903, os Estados Unidos promovem a separação do Panamá.

De 1830 à atualidade nove guerras civis, catorze locais, duas guerras com o Equador, 29 reformas constitucionais. Intensa guerra civil entre 1947 e 1957 (la Violencia), com 200 000 mortos. Uma série de guerrilhas criando focos revolucionários dispersos e adversos. Intensa atuação das mafias da droga, apoiando-se nos esquadrões da morte e em grupos de extrema-direita. Uma vida urbana macrocéfala, com partidos adversos, entre conservadores e liberais. Um aparelho de Estado fraco e pouco militarizado. Dois importantes cartéis da droga. Destacam-se os últimos presidentes eleitos, no sentido da institucionalização democrática do poder: o liberal Alfonso López Michelsen, em 1974; o conservador Belisário Betancour, em 1982; Barco Vargas, em 1986; César Gavíria em 1990; Ernesto Samper, em 1994.