Ciência e opinião

A distinção entre o conhecimento acerca do contingente (a opinião ou dóxa) e o conhecimento das causas que são necessariamente verdadeiras. A ciência como esforço racional para substituir a opinião pelo conhecimento.

A noção de Wissenschaft como conhecimento rigoroso e objetivo e as regras da metodologia científica. Distância e objetividade. Observação e experimentação. Formalização e sistematização. As propostas de Raymond Aron para a deontologia de uma atividade científica (não seleccionar arbitrariamente os elementos da realidade e não os deformar; não selecionar arbitrariamente as palavras e as suas definições; não apresentar como certos e precisos fenómenos cuja própria natureza exlui precisamente a precisão; não determinar arbitrariamente o que é importante ou essencial; respeitar a liberdade de discussão e de crítica; praticar o bom uso dos juízos de valor). — As tentativas terceiristas.

A classificação de Jean Piaget sobre as ciências sociais e humanas: ciências históricas, ciências jurídicas, disciplinas filosóficas e ciências nomotéticas, as quais procurariam enunciar leis científicas e recorrer ao método de verificação que sujeitam os esquemas teóricos ao controlo dos factos da experiência.