Christo Filho, Francisco Manuel Homem (1892-1926)

Jornalista. Colabora com o pai e a irmã Carolina na feitura de O Povo de Aveiro. Começa como anarquista, participando activamente na greve académica de 1907.

Adere às ideias integralistas e torna-se fascista. Acaba amigo de Mussolini, falecendo em Itália num desastre de viação.

Funda em 1914 a revista Ideia Nacional, inspirada na homóloga italiana, dirigida por Corradini. Sídónio Pais nomeia-o diretor dos serviços de informação de Portugal em Paris. Aí escreve Mussolino. Bâtisseur de l’Avenir. Regressa a Portugal depois do 28 de Maio de 1926, oferecendo os seus serviços a Gomes da Costa.

Funda então o jornal A Informação. Volta ao exílio depois da queda de Gomes da Costa, tentando promover um Congresso Pan-Latino das Nações do Ocidente. Morre tragicamente em plena agitação organizacional.