Centro e periferia

Teoria do organicismo cibernético, defendida por Easton e Shils. Em qualquer sistema social há um centro dominante, cercado por uma periferia dominada ou subalterna. Para Shils, o centro é um fenómeno que pertence à esfera dos valores e das crenças. É o centro da ordem de símbolos, de valores e crenças que governam a sociedade. Este sistema central de valores gira em torno de um centro ainda mais fundamental que a aceitação e incorporação na autoridade.