Camarilha

D.PedroNome dado ao partido dos amigos de D. Pedro (na imagem), em 1834-1835. Foi o conde da Taipa, D. Gastão Pereira de Sande, que chamou aos adeptos do governo de Palmela uma camarilha feita para devorar o País à sombra de uma criança. Eça De Queirós chega a considerar que, de um lado está povo, do outro, a camarilha, porque em cada cidade, em cada município, em cada povoado há sempre um grupo de homens que estão longe do povo, dos seus interesses, dos seus tormentos, da sua alma: chama-se a este grupo mundo oficial, camarilha, aristocracia, etc.