Bielorrússia ou Rússia Branca

BIELORRUSIA207 600 km2 e 10 259 000 habitantes, com 13,24% de russos e 4,4% de polacos. Integrada desde o século XIV no grão-ducado da Lituânia, passou em 1569 para a Polónia; foi anexada pela Rússia em 1772 e 1792; torna-se república soviética em 1919; pelo Tratado de Riga de 1921, a parte ocidental passou para a Polónia e foi reocupada por Estaline depois de 1939; membro da ONU desde 1945. A Bielorrússia (Belorússiia) ou Rússia Branca (Belaya Rus), a Respublika Bielarus, como é o atual nome oficial, com 207 600 Km2 e 10 259 000 habitantes. Destes, se 79,% são bielorrussos, 13,24% são de etnia russa e 4,4% polacos. Integrada desde o século XIV no Grão-Ducado da Lituânia, passou em 1569 para a Polónia. Foi anexada pela Rússia em 1772 e 1792, com a partilha da Polónia. Vai ser ocupada pelos Impérios Centrais entre 1915 e 1918 e torna-se República Soviética em 1919. Pelo Tratado de Riga de 1921, a parte ocidental passou para a Polónia, apenas retornando para a URSS com a invasão de Estaline de 2 de Novembro de 1939. A partir de Junho de 1941 e durante três anos é ocupada pelos nazis que, no entanto, nunca esboçaram a tentativa de criação de um Estado, apesar de no exílio se terem constituído dois governos de uma República Nacional da Bielorrússia. É membro da ONU desde 1945. Refira-se que a autonomia cultural da Bielorrússia apenas se incrementou a partir de 1918 quando Tarashevick instituiu a primeira gramática de bielorrusso, distinta quer do latim (latsinka) quer do cirílico (hrahdanka).