Assimilação

adriano moreiraTroca de traços culturais entre dois grupos diferentes. Processo pelo qual se dá a fusão de grupos ou culturas. O mesmo que diálogo de culturas. Teoria assumida pelo modelo francês de império colonial, visando a identidade entre as colónias e a mãe pátria. Marca o colonialismo da III República, também assumido pelos liberais e republicanos portugueses. Mas só em 1961 é que, por influência do ministro do ultramar Adriano Moreira (na fotografia) é que foi abolido o estatuto do indigenato. Segundo Rubert Park, em análise datada de 1921, as relações entre grupos étnicos diferentes passam por quatro etapas: a competição, o conflito, a adaptação e a assimilação. Esta última não implica o estabelecimento de uma completa homogeneidade cultural, mas apenas que os conflitos de interesses são ultrapassados, existindo meios de comunicação entre os grupos diferentes, dada a existência de certos valores partilhados, permanecendo contudo as identidades de cada grupo, pelo que ainda não pode falar-se de completa integração. Aculturação.