Arrais, Frei Amador (1530-1600)

Bibliografia

Diálogos, 1589

Das Condições, 1589

Partes do Bom Príncipe, 1589

Em Das Condições e Partes do Bom Príncipe, capítulo inserto nos Diálogos, de 1589, considera que: Em o paço dos Reys se devem guardar primeyro as leys, e por sua casa ha de começar a justiça. Sam eleitos por Deos em ministros e mantenedores de igualdade, e por isso são mais obrigados a mostrar por exemplo em si mesmos e em seus familiares esta virtude. Se a justiça he executada em os estranhos, e negada em favor dos nossos fora vay dos termos da ordenança que Deos lhe deu. Defendendo que o Rei não deve ser outra cousa (… ) senão um pai comum de tôda a República, onde a serenidade e quietação no que governa é mais forte e urgente para ser obedecido, proclama que os reis para reger e fazer bem a todos subiram ao Reino e de reger tomaram o apelido. Assim, se o Rei quer sujeitar tudo, sujeite-se à razão; a muitos regerá se o reger a razão; reja-se a si mesmo e será Rei de um grande Reino. Não cuide que tudo lhe é lícito, porque sabe por ser Rei quer apropriar a si esta licença, tirano é e não Rei. Menos licença tem que qualquer outra pessoa particular, e não pode mais, que o que lhe está bem enquanto Rei. É quenão foi o Rei eleito por Deus para obedecer a seus depravados afectos; mas para que à sua obediência e sombra de seu bom viver, vivam felizmente os que o alcançaram por Rei.